Cinema Festivais e Mostras

30o Cine Ceará divulga lista de Filmes Selecionados para Mostras Competitivas

"A Meia Voz", documentário autoetnográfico de Patricia Pérez Fernández e Heidi Hassan, é um dos longas selecionados para Mostra Competitiva do Cine Ceará 2020 (foto: divulgação)

A 30ª edição do Cine Ceará, que acontece de 5 a 11 de dezembro em Fortaleza, já conta com a lista de filmes selecionados para a Mostra Competitiva Ibero-americana de Longa-metragem e para a Mostra Competitiva Brasileira de Curta-metragem. Foram escolhidos sete longas-metragens inéditos no Brasil, sendo cinco com passagens por importantes festivais do mundo e dois brasileiros em première mundial.

Dos oito diretores da mostra, quatro são mulheres, com destaque para o premiado “A Meia Voz” de Patricia Pérez Fernández e Heidi Hassan, documentário autobiográfico vencedor de um dos principais festivais de documentário do mundo, o IDFA, na Holanda, e que conquistou também o prêmio de melhor filme no Festival de Havana, e de direção, no Festival de Málaga.

Outro longa de destaque é a coprodução Chile-Espanha-França-Alemanha “Branco no Branco” de Théo Court, que garantiu prêmios nos festivais de Veneza, Toulouse, Havana e Minsk (Bielorrússia). Já o documentário “Era Uma Vez na Venezuela” de Anabel Rodríguez, coprodução Venezuela-Reino Unido-Áustria-Brasil, passou pelos festivais de Sundance, Miami, Venezuela, Toronto e pelo HotDocs (Canadá), e chega agora ao Brasil. Assim como o argentino “As Boas Intenções” de Ana García Blaya, exibido no Festival de Toronto e vencedor de prêmios nos festivais de San Sebastián e Havana.

Representando o Brasil está o longa “A Morte Habita à Noite” de Eduardo Morotó – que terá sua primeira exibição no país, depois de participar do Festival de Rotterdam-, além de dois filmes em première mundial, o documentário “Nazinha Olhai Por Nós” de Belisario Franca e a ficção “Última Cidade” de Victor Furtado, do Ceará. A curadoria da competitiva de longas ficou a cargo de Margarita Hernandez, diretora de programação do evento.

“Inabitável”, de Matheus Farias e Enock Carvalho, emplaca em mais um festival de cinema brasileiro (foto: divulgação)

Mostra Competitiva Brasileira de Curta-metragem

Os curadores Mariana Medina e Telmo Carvalho selecionaram 15 filmes dentre os 900 inscritos. Foram escolhidos representantes de nove estados do Brasil, dos 25 que enviaram seus curtas. Entre os filmes, estão os pernambucanos, “Inabitável” de Matheus Farias & Enock Carvalho e “A Nave de Mané Socó” de Severino Dadá; os cearenses “A Beleza de Rose” de Natal Portela e “Não te Amo Mais” de Yasmin Gomes; os cariocas “Nós” de Hugo Moura e Ricardo Burgos e “O Babado da Toinha” de Sérgio Bloch e os paulistas “5 Estrelas” de Fernando Sanches, “A Volta pra Casa” de Diego Freitas e “Desaparecido” de Gabriel Calamari.

Devido à pandemia de covid-19, o festival vai exibir em formato presencial em Fortaleza e online no Canal Brasil – no serviço de streaming Canais Globo – 22 longas e curtas em competição. Realizado anualmente e de forma ininterrupta desde 1991, o evento cultural mais tradicional do estado do Ceará comemora três décadas em 2020.

Compartilhar:

Comentários

Clique para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade