Cinema Festivais e Mostras

“Honeyland”, “System Crasher” e “Dente de Leite” ganham o Troféu Bandeira Paulista 2019

Helena Zengel (Benni) tem atuação memorável em "System Crasher", uma das melhores ficções da Mostra de Cinema de SP 2019

Foi divulgada, há pouco, a lista dos premiados da 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. O Júri Internacional formado pelos cineastas Beto Brant e Lisandro Alonso, pela atriz e diretora Maria de Medeiros e pela produtora Xênia Maingot escolheram como Melhor Documentário, o filme representante da Macedônia do Norte a uma vaga no Oscar 2020, “Honeyland” dirigido Ljubomir Stefanov e Tamara Kotevska e, como Melhor Ficção, os filmes “System Crasher” de Nora Fingscheidt e “Dente de Leite” de Shannon Murphy. Esses filmes faziam parte da seleção de filmes de Novos Diretores e conquistaram o Troféu Bandeira Paulista.

O Prêmio da Crítica foi conferido ao filme “Aos Olhos de Ernesto” de Ana Luiza Azevedo como o melhor filme brasileiro e “Honeyland” como o melhor estrangeiro. O Prêmio do Público, por sua vez, foi para a ficção sul-coreano “Parasita” de Bong Joon-ho e o documentário “A Grande Muralha Verde” de Jared P. Scott, na categoria de filmes estrangeiros, enquanto que, entre os brasileiros, os escolhidos foram “Chorão: Marginal Alado” de Felipe Novaes e “Pacificado” de  Paxton Winters, respectivamente, melhor documentário e melhor ficção.

A Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) também escolheu o melhor filme brasileiro entre os realizados por diretores estreantes. Neste ano, o eleito foi o longa “Currais” de David Aguiar e Sabina Colares, um híbrido de documentário e ficção, que resgata uma parte da História do Brasil, mas especificamente, a existência de campos de concentração no Ceará, durante o Estado Novo.

Além disso, todos os diretores que tiveram títulos selecionados para a Mostra Brasil poderiam inscrever um novo projeto para concorrer a um prêmio oferecido pelo Projeto Paradiso, uma iniciativa do Instituto Olga Rabinovich. A bolsa, no valor de R$ 30 mil, é destinada ao roteirista do projeto em fase de desenvolvimento e inclui ainda mentoria nacional, consultoria internacional e participação no Workshop Audience Design do TorinoFilmLab no Brasil. 

Compartilhar:

Comentários

Clique para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade