Cinema Festivais e Mostras

Repescagem da 44a Mostra de Cinema de SP conta com 130 Filmes

"Feels Good Man" um dos destaques da Mostra poderá ser visto na Repescagem (foto: divulgação)

Oficialmente, a 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo finaliza hoje suas atividades. Mas como já é de praxe, um dia após o término do evento, as atenções se voltam para a tradicional repescagem que oportuniza ao público rever certos títulos ou conferir outros que ficaram de fora numa primeira lista. Por conta da versão online da Mostra, este ano a quantidade de filmes na repescagem é recorde: 130.

Quem tiver fôlego e tempo, pode assistir a uma boa quantidade de filmes, de amanhã até às 23h59 deste domingo, disponibilizados na plataforma oficial da Mostra (mostraplay.mostra.org). Cada filme custa R$ 6,00, sendo que o pagamento deve ser feito diretamente na plataforma, através de cartões de crédito com bandeira VISA ou MASTERCARD.

Dessa vez, a logística muda um pouco. Ao invés de comprar os filmes um a um,  será possível pagar por um número x de filmes, uma única vez e encaminhar o comprovante  para o e-mail: pacote@mostra.org.  Após o envio do email, o cliente receberá um código promocional (no email cadastrado na plataforma) que pode ser usado o número de vezes correspondente ao valor depositado. Por exemplo: você deseja alugar 05 filmes. Então, deve pagar R$ 30,00. O filme ficará disponível na sua biblioteca por até três dias, mas, a partir do momento que você começar a assisti-lo, terá 24 horas para terminá-lo.

O Bangalô Cult indica 10 títulos para o cinéfilo conferir nesta repescagem. São eles:

  1. “A Morte do Cinema e do Meu Pai Também” de Dani Rosenberg
  2.  “Crianças do Sol” de Majidi Majidi
  3.  “Dezesseis Primaveras” de Suzanne Lindon
  4.  “Dias” de Tsai Ming-Liang
  5.   “Feels Good Man” de Arthur Jones
  6.  “Gato na Parede” de Mina Mileva, Vezela Kazakova
  7.  “Glauber, Claro” de César Meneghetti
  8. “Mamãe, Mamãe, Mamãe” de Sol Berruezo Pichon-Riviére
  9.  “Não Há Mal Algum” de Mohammad Rasoulof
  10.   “Suor” de Magnus Von Horn

 

Compartilhar:

Comentários

Clique para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade