Dança/Teatro Notícias

Camarim em Cena apresenta episódio com Zé Celso Martinez Corrêa

Zé Celso Martinez Corrêa fundador do Teatro Oficina (Crédito: Coletivo Garapa)

O Itaú Cultural coloca no ar neste sábado, dia 22 de agosto, às 14h, em www.itaucultural.org.br, uma edição especial do Camarim em Cena, com o diretor, dramaturgo e ator Zé Celso Martinez Corrêa. O programa reúne conversas realizadas entre 2016 e 2019 na sede do instituto, com convidados da dança, do teatro e da música sobre seus processos de criação.

Neste episódio da quarta temporada em versão online, é apresentada a gravação feita em 2018 com o diretor. Realizada na sede do Teatro Oficina, na conversa com o jornalista e crítico teatral Nelson de Sá, ele fala sobre passagens de sua trajetória teatral e de sua atuação dentro e fora dos palcos na defesa do teatro brasileiro e da liberdade de expressão por meio da arte.

Zé Celso abre o bate-papo cantando: “eu sou o teatro brasileiro, da vida o espelho verdadeiro, sambando nesse carnaval com a minha arte, que é imortal”, versos do samba enredo Quatro Séculos de Paixão – História do Teatro Brasileiro, defendido pela Vila Isabel no Carnaval de 1975. “Acredito realmente na eternidade do teatro”, assegura.

O criador do Teatro Oficina também fala da apresentação da peça Roda Viva, de Chico Buarque, realizada em 2018, em comemoração aos 50 anos da primeira montagem sobre o texto do cantor e compositor, ainda novato na dramaturgia. Para Zé Celso, a peça tem uma forte essência, além da potência da narrativa e da música do autor na construção do enredo, o qual embasou a versão atual feita pelo Oficina.

“Nós compusemos mais músicas”, ressalta o diretor sobre a nova montagem de Roda Viva. “Então, agora, a versão é do Chico e de toda a Oficina Uzina Uzona. Começamos a reescrevê-la, porque uma série de coisas mudaram. Mas o teatro é assim. Você sempre traz a cada dia um público, a cada dia uma peça. É tudo vivo.”

Ícone da Tropicália e um dos líderes do movimento contracultural do Brasil, Zé Celso recorda dos tempos de prisão e tortura, em 1964, e do exílio em Portugal e Moçambique. Das lutas, destaca, ainda, a resistência para manter a sede do Teatro Oficina de pé no bairro do Bixiga, em São Paulo, a qual define como uma luta sagrada para a companhia.

Para assistir

Na quarta e última temporada de sua versão online, o Camarim em Cena tem todos os episódios que já foram ao ar disponíveis no canal do Itaú Cultural no Youtube (www.youtube.com/itaucultural) para serem assistidos a qualquer hora. A série reúne, ao todo, 16 entrevistas, gravadas entre 2016 e 2019, com personalidades do teatro, da dança, do circo e da música falando sobre o ofício dos atuadores, sobre suas formações e processos criativos.

A primeira temporada estreou em maio deste ano, com episódios dedicados às mulheres do universo das artes cênicas. Assim, teve como convidadas atrizes de diferentes gerações e referência no teatro brasileiro: Maria Alice Vergueiro, Bete Coelho, Cleide Queiroz e Teuda Bara.

Ampliando a conversa para além do teatro e dos palcos, a segunda temporada, que foi ao ar em junho, recebeu também nomes referenciais da dança e da formação teatral acadêmica. Nesse período, os convidados foram a coreógrafa Angel Viana, pioneira da dança contemporânea no Brasil, o ator Cacá Carvalho, a atriz e diretora mineira Yara de Novaes, e Antonio Januzelli (Janô), um dos nomes mais importantes, na atualidade, da formação teatral em São Paulo.

Em julho, mais uma vez, a diversidade de segmentos marcou o novo bloco de entrevista do Camarim em Cena. Abriu com a conversa com o ator Renato Borghi, um dos maiores nomes do teatro brasileiro, fundador do Teatro Oficina, em São Paulo, ao lado de José Celso Martinez Corrêa, seguiu com o bailarino japonês Tadashi Endo, principal nome do Butoh no mundo, a atriz, diretora e professora Denise Weinberg, fundadora do Grupo TAPA, e a cantora Angela RoRo, única convidada do universo da música no programa.

Compartilhar:

Comentários

Clique para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade