Dança/Teatro Espetáculos

Cia. de Artes Tetê Nahas apresenta “Desconto” no FASC 2019

Espetáculo "Desconto" da Cia. de Artes Tetê Nahas foi apresentado no FASC 2019 (Foto: Mayze Barreto)

Texto: Camila Gerônimo/Fotos: Mayze Barreto *

O Festival de Artes de São Cristóvão (FASC) é um dos mais importantes palcos para os artistas sergipanos. Durante o evento, a Cidade Mãe de Sergipe torna-se a casa do público que acompanha as várias atrações artísticas do Festival. O evento, que acontece desde os anos 1970, conta este ano com dez apresentações teatrais, dentre as quais o espetáculo “Desconto” da Companhia de Artes Tetê Nahas. 

A companhia participou do FASC em 2017, com o espetáculo “O Corcunda de Notre Dame” e hoje pela manhã, apresentou “Desconto”, uma peça inspirada na obra de Nelson Rodrigues, baseada em fatos reais com livre adaptação de contos de Carlos Cauê. A peça tem como propósito tratar de temas como machismo, violência familiar, empoderamento, homofobia e incesto. “São temas presentes em nossa sociedade que são carentes de serem discutidos de forma intensa e que, através de nosso trabalho, se transforma num espetáculo musical, com a trilha executada ao vivo com o cantor e compositor Sena, baseado em dança-teatro”, explica Pedro Carregosa, assessor da companhia.

Para Carregosa, é muito importante participar do FASC. “Estar nesse Festival representa muito mais que uma simples apresentação, é integrar um evento que tem história na resistência ao pré-estabelecido, porque sempre foi neste espaço da Cidade-Mãe onde nós tivemos a liberdade de expressar nossa arte, nossos inventos e propagar nossos intentos. ‘Desconto’ dialoga perfeitamente com a proposta do Festival, que é ‘Resistir Para Existir’”, comentou.

A atriz e diretora da peça, Tetê Nahas, afirmou ser um espetáculo polêmico, por conta dos temas abordados. “’Desconto’ é resultado de pesquisas, impressões, expressões, reflexões, lamentações e por que não dizer, revolta. É um grito silencioso, um pedido de socorro à sociedade, sem apontar culpados e, ao mesmo tempo, mostrando as ‘razões’ irracionais que levam a esses atos e também como uma família se destrói e se reergue ao passar dos anos”, explica a diretora.

Para o universitário Samuel Santos, o espetáculo conseguiu passar sua mensagem de forma muito fácil e compreensível. “A arte proporciona abordar temas como abuso e violência contra a mulher de uma forma mais dinâmica e mais compreensiva para a população do que usando aquele discurso pesado para quem vai escutar. Trazer essa discussão é um caminho interessante e eles conseguiram passar muito bem a informação. A relação entre o preto e o branco do figurino de certa forma também quer transmitir alguma coisa”, opinou.

“Desconto” é inspirado na obra de Nelson Rodrigues e baseado em contos de Cauê (Foto: Mayze Barreto)

O Espetáculo

“Desconto” recebe esse nome por causa da variedade de sentidos que a palavra permite interpretar. Desconto no sentido de perdoar, de dar um desconto em relação a tudo que já aconteceu. Ou desconto por esquecer, deixar pra lá. E ainda descontar, dar o troco, revidar o que já passou.

A história de uma família composta por pai, mãe e quatro filhos é narrada entre o presente e o passado. A todo momento as cenas se intercalam e os atores se revezam para interpretar os personagens. A ligação estabelecida entre os fatos que ocorreram quando os filhos ainda eram crianças e a atual situação de precisar tomar uma decisão importante, anos depois, faz com que o espectador compreenda como os acontecimentos do passado influenciaram direta e indiretamente nas ações do futuro.

O estudante universitário Emerson Esteves comentou sobre a dinâmica de narração escolhida pela companhia. “Eu achei muito interessante a forma como eles construíram, porque passado presente e futuro se misturavam e tudo era presente, mas também tudo já tinha passado. Achei brilhante, porque deu pra entender tudo, não ficou aquela coisa ‘espera, mas quem é quem?’, consegui entender perfeitamente”, explicou.

*Graduandas do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Sergipe

Compartilhar:

Comentários

Clique para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade