Literatura Livros

“Os Ônibus” será lançado na Escariz Jardins

Em novembro do ano passado, divulguei aqui no Bangalô Cult, matéria relativa ao Prêmio Clube de Autores de Literatura Contemporânea, concebido ao lagartense Rodrigo Bardo, pelo livro “Os Ônibus, O Pêndulo, Uma Frase, Algumas Histórias e, Quiçá, o Diploma”. Na ocasião, o jornalista revelou o desejo de lançar o livro em Aracaju, já que, até então, ele só poderia ser adquirido, mediante a compra on line, através do site www.clubedeautores.com.br

Amanhã, a partir das 19h, na Livraria Escariz do Shopping Jardins, Rodrigo estará, finalmente, lançando “Os Ônibus” por aqui. A obra, diferenciada por seu título poético, revela, pela primeira vez e com impressionante fidelidade, os detalhes de uma rotina de viagens diárias de estudantes do interior de Sergipe.

São alegrias, tristezas, medos, dados numéricos, fotos e até mesmo um mapa do Estado apontando as origens dos viajantes. Utilizando uma frase como espinha dorsal do enredo, o autor expõe situações capazes de incorporar a realidade pouco conhecida dos chamados “estudantes pendulares” (lembrando o movimento de um pêndulo simples, essas idas e vindas diárias dos estudantes são parte de um fenômeno geográfico denominado “movimento pendular”).

Vocabulário rico e discurso por vezes metafórico são as principais marcas desta obra, que tem o prefácio assinado por Assuero Cardoso, poeta lagartense consagrado.

Sobre o autor- Apaixonado pela veia literária do Jornalismo, Rodrigo Bardo escreveu esta obra ainda na universidade, em 2009, deixando-a esquecida em seu arquivo particular. Dois anos depois, ao reencontrar o trabalho, decidiu torná-lo público, disponibilizando-o gratuitamente na internet.

Em apenas 11 meses, sua obra conquistou milhares de leitores mundo afora – só em Sergipe, por exemplo, o livro-reportagem abocanhou mais de 6 mil leitores.

Em 2012, a obra tornou-se referência em trabalhos de Mestrado em Sociologia e, também, material de estudo no Grupo de Pesquisa sobre Culturas Juvenis, ambos na Universidade Federal de Ceará. Pouco depois, venceu uma competição nacional de literatura contemporânea, promovida pelo Clube de Autores.

Agora, com a obra em sua primeira versão impressa, o autor é finalmente – e merecidamente – recompensado.

Compartilhar:

Comentários

Clique para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade