O Bangalô

 

 

O Bangalô Cult é um site cultural que informa, discute e instiga o internauta com notícias nacionais e internacionais. A intenção é não só mostrar o que se tem feito (ou deixado de fazer) na cena cultural sergipana, mas também divulgar (diante de coberturas in loco) o que anda circulando de notório no resto do país. A "ordem" é ficar antenado com o que há de relevante, culturalmente falando, ainda que algumas dessas coisas, permaneçam no obscurantismo de uma mídia, por vezes, míope.

Autora

Suyene Correia

Médica, jornalista, crítica de cinema e professora, é Mestra em Comunicação pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e especialista em Jornalismo Cultural pela Universidade Tiradentes (UNIT). É idealizadora e editora do Bangalô Cult (2008), tendo trabalhado como repórter de Cultura no Jornal da Cidade (2002-2015), comandado o programa de rádio Claquete (2008-2009), na Aperipê FM e prestado assessoria de comunicação para eventos culturais. É membro da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) e, atualmente, comanda o programa de rádio Bangalô Cult na Jubileu FM 105,9 Mhz e ministra cursos livres na área de cinema.

Colaboradores

Ana Paula Rocha

Baiana radicada em Sergipe, onde cursa graduação em Português/Inglês na Universidade Federal de Sergipe (UFS). Realizadora audiovisual, dirigiu e roteirizou o curta documental "Afogados", exibido no Canal Futura, e foi uma das roteiristas do curta de ficção "Cenas para Paganini". Tem contos publicados em coletâneas e participou da 66ª Feira do Livro de Frankfurt como intérprete. 

Contato: anarocha.malungo@gmail.com

Williany BSouza

Alagoana de Arapiraca, graduanda em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e pesquisadora pelo grupo de pesquisa Geografias da Comunicação Regional (GCR). Quase poeta em tempo integral, vencedora do II Concurso Jovem Escritor do Instituto Federal de Alagoas (2011) e finalista no V Concurso Literário da Academia Palmeirense de Letras, Ciências e Artes – APALCA (2012); com publicação nas antologias de poesias da Big Time Editora (2013) e Editora Olympia (2019). Viciada em literatura, artes visuais, música popular brasileira, cinema e cultura geek.

Contato: williany.ufs@gmail.com

Marguerite Durrel
Nascida no Brasil, na década de 1960, com pouco mais de três anos  foi morar em Paris. Ainda adolescente, começou a frequentar a Shakespeare and Company, fundada por Sylvia Beach e aprendeu a apreciar também, a literatura de língua inglesa tão bem representada por figuras como James Joyce, F. Scott Fitzgerald e Ernest Hemingway.
 
Atualmente, a poliglota aposentada, divide o tempo em viagens pelo mundo e garimpando novos escritores (por novos entenda-se, aqueles que ainda não tem um título no seu acervo de quase cinco mil livros de vários idiomas). Da terra natal, que visita a cada dois anos, aprecia mais a riqueza literária (Drummond, Lispector, Lygia Fagundes Telles, Graciliano Ramos e Machado de Assis) do que propriamente o clima tropical (só visita as bandas de cá, durante o inverno). Na sua discoteca imensurável, é possível encontrar desde trilhas sonoras e música erudita, a muito jazz, música francesa e MPB (ama a Bossa Nova).
 
Marguerite, no entanto, é avessa às mídias sociais. Não tem conta no face, no Instagram e nem no Twitter e odeia ser fotografada.
Simone Melo
Pedagoga/Leitora Onívora

Simone Melo é pedagoga, funcionária pública federal aposentada e leitora onívora. Sua biblioteca não para de crescer, principalmente, depois que adquiriu um kindle.  Desde, então,  tem olhado com mais carinho para os escritores contemporâneos, jovens, que nem sempre ganham os holofotes da "grande mídia". Mas não se engane: como "boa traça", a devoradora de livros ainda persiste com o hábito de adquirir os clássicos, edições de luxo ou mesmo livros raros. Não dispensa uma visita às livrarias da capital sergipana pelo menos três vezes por semana, mas perde-se mesmo é na Cultura, Blooks e Martins Fontes quando vai a Sampa (sua cidade do coração).